Curso Básico de Francês #5 Comment ça va ?

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Já aconteceu de você ouvir por acaso duas pessoas conversando em uma língua diferente da sua e você não entender nada, e bater aquela curiosidade para saber do que é que estavam falando? 

Pois então nesse artigo vamos te ajudar a entender e se preparar para inclusive ter uma conversa básica como essa: 

Maria : – Bonjour, Paul !

Paul : – Bonjour, Maria ! Tu vas bien ?

Maria : – Très bien, merci. Et tes enfants, ils vont bien ?

Paul : – En pleine forme !

Maria : – Quel âge ils ont maintenant ?

Paul :-Adeline a 7 ans et Alexandre a 4 ans. Ils sont énergiques. Je suis fatigué !

Maria : – Moi aussi, je suis fatiguée.

Agora em português, para não restar dúvidas de que entendeu:

Maria : – Olá, Paul!

Paul : – Olá, Maria! Você está bem?

Maria : – Muito bem, obrigada. E teus filhos, eles estão bem?

Paul : – Muito bem!

Maria : – Que idade eles têm agora?

Paul : – Adeline tem 7 anos e Alexandre tem 4 anos. Eles têm muita energia! Eu estou cansado.

Maria : – Eu também estou cansada.

Então nessa conversa Paul e Maria se cumprimentam e perguntam se está tudo bem: – Tu vas bien ? – Très bien, merci !

Um erro bem comum que os brasileiros cometem quando vão falar “você está bem?” é dizer “tu es bien ?” 

Quando queremos saber como a pessoa está, nesse sentido de “como vai você?” vamos usar em francês o verbo “aller” “ir”:

Je vais

Tu vas

Il va / elle va

Nous allons

Vous allez

Ils vont

Assim, para perguntar “você está bem?”, vamos dizer “tu vas bien ?”, ou “vous allez bien ?” se for em um contexto formal.

Da mesma forma, para responder “eu estou bem”, você não vai dizer “je suis bien”, mas sim “je vais bien”, literalmente “eu vou bem”.

Depois de dizer que está tudo bem, Maria pergunta para Paul que idade os filhos dele têm agora: “quel âge ils ont maintenant ?”. 

Note que, para perguntar isso, ela usa o verbo “avoir” “ter”: “ils ont” “eles têm”. Veja que ela não pergunta como falaríamos em português “combien d’ans tu as”, literalmente “quantos anos você tem”, porque por mais que essa frase seja gramaticalmente possível, não é assim que você vai ouvir um francês falar.

O correto, então, para perguntar quantos anos uma pessoa tem em francês é dizer “que idade você tem” “quel âge as-tu?” “quel âge avez-vous?”.

O termo interrogativo “quel” em francês vai funcionar como um adjetivo, ou seja, vai acompanhar e concordar em gênero e número com o substantivo a que está se referindo. Opa, ficou complicado? Espera que eu explico com exemplos!

Âge (idade) em francês é uma palavra masculina. Então o “quel” também fica na forma masculina: quel.

Se “quel” for acompanhar uma palavra feminina, vamos acrescentar um “le”: “quelle”. Veja:

Quelle musique tu écoutes ? (Que música você escuta?)

E se for plural? Como em português, acrescentamos um “s”: “quels”.

Quels pays vous préférez ? (Quais países você prefere?)

E se for feminino plural, além de acrescentarmos o “le”, colocamos também o “s”: “quelles”.

Uma observação importante: a pronúncia de “quel”, “quelle”, “quels” e “quelles” é sempre a mesma: [kɛl]. Nossa sugestão é você repetir a pronúncia junto com a Céline, assistindo ao vídeo mais uma vez, até se sentir confortável com a pronúncia. 🙂

Depois disso, você pode notar no texto que Paul diz que está “fatigué” “cansado” e Maria responde “Moi aussi, je suis fatiguée” “eu também estou cansada”.

Você pode observar que temos então fatigué para Paul e fatiguée, com esse “e” a mais, para Maria. Na pronúncia não muda nada: fatigué e fatiguée soam exatamente igual. 

Nesse caso, somente na escrita notamos que para o feminino acrescentamos um “e”. 

Essa é a regra básica da formação do gênero feminino dos adjetivos: acrescentar um “e” na forma masculina. Veja outros exemplos de adjetivos no masculino e no feminino:

Alexandre est grand

Adeline est grande

Aqui já temos uma diferença também na pronúncia, grand [grã] e grande [grãd], porque geralmente o -d final não se pronuncia, como em grand, mas o som do “d” vai aparecer em “grande”, por causa do “e”, grande.

Também por uma questão fonética, quando acrescentamos um “e” à forma masculina de alguns adjetivos, a forma feminina vai sofrer algumas transformações. Mas é bem simples, veja só:

Il est mignon (Ele é fofo)

Elle est mignonne (Ela é fofa)

Aqui você pode ver que quando o masculino termina em “en” ou “on”, para formar o feminino, acrescentamos um “n” antes do “e”. É o mesmo caso de breton / bretonne, brésilien / brésilienne, etc.

Na mesma lógica, quando o adjetivo masculino termina em “el”, como “intelectuel” vamos duplicar o “l” antes de acrescentar o “e”:

Il est intelectuel (Ele é intelectual)

Elle est intelectuelle (Ela é intelectual)

E se o masculino terminar em “er”, como “léger”, “leve”? Nesse caso, além de acrescentar um “e”, por causa da pronúncia, vamos colocar um acento no penúltimo “e”, assim:

Il est léger (Ele é leve)

Elle est légère (Ela é leve)

Agora, se terminar em “eur”, o feminino pode ser “euse” ou “ice”, dependendo. Veja os exemplos:

Il est rêveur (Ele é sonhador)

Elle est rêveuse (Ela é sonhadora)

Il est acteur (Ele é ator)

Elle est actrice (Ela é atriz)

E finalmente, se terminar em “if”, o feminino, também por uma questão fonética, vai terminar em “ive”:

Il est créatif (Ele é criativo)

Elle est créative (Ela é criativa)

Agora você pode me perguntar: como eu faço pra guardar tudo isso na memória? O jeito é ir entrando em contato com os termos e praticando a observação. Vamos praticar?

Se inscreva para receber novidades

Coloque aqui seu melhor e-mail e clique em enviar!

Veja Mais

O verbo “mettre”

O verbo mettre é um dos mais versáteis da língua francesa. Ele pode ter diversos significados e dá origem a diversas expressões. Hoje vamos ver

Maior canal de ensino da língua francesa do Brasil. Os Franceses Tomam Banho já acumula mais de 11 milhões de visualizações e ultrapassou a marca de 400 mil inscritos em apenas 3 anos. A proposta do canal é compartilhar conhecimento, ensinar o idioma e a cultura, além de dicas e curiosidades sobre França.

Inscreva-se para a newsletter