Loading...

Séries gratuitas

Curso básico de francês #4 Perguntar e responder

Curso básico de francês #4 Perguntar e responder

Essa série foram 30 lives feitas pela Céline no começo do período de confinamento, e recebemos muitos pedidos para disponibilizá-la novamente.

Nossa equipe de professores, então, preparou um resumo de cada aula, com explicações, respostas das perguntas que aconteceram ao vivo, além de exercícios para você ver, rever e praticar!

Vamos começar?

Imagina que você chega na França, vai conversar com alguém em francês, porque você já viu os outros três artigos desta série (se ainda não viu, vai lá conferir o primeiro, o segundo e o terceiro artigos).

Nesses três artigos, você já aprendeu como cumprimentar, se despedir, perguntar e responder se está tudo bem… 

Mais do que isso, você também já aprendeu como se apresentar, falar da sua nacionalidade, como usar o verbo “être”… 

Você já consegue até dizer onde mora, quantos anos tem, sua profissão e seu estado civil. Poxa, já sabe bastante coisa! 

Mas, e se alguém te perguntar essas coisas, será que você vai conseguir entender e responder? 

Vamos ver agora como os franceses fazem para perguntar, e assim ajudar você a se preparar para responder e ter uma verdadeira conversa em francês!

Existem basicamente três formas de fazer pergunta em francês. A primeira delas, que é a mais simples, mais fácil, informal e rápida, é simplesmente uma mudança na entonação. Como assim?

Quando alguém te fizer uma pergunta você vai notar que a entonação vai subir. Espera, eu explico:

Em uma frase afirmativa, por exemplo: “Tu es journaliste” a entonação desce ⇣ e você compreende que se trata de uma afirmação.

Quando é uma pergunta, a entonação sobe e você entende que se trata de uma pergunta: “Tu es journaliste ?” ⇡

Para essa pergunta, você pode responder: 

Non, je ne suis pas journaliste. “Não, eu não sou jornalista.”

(A não ser que você seja jornalista, dai pode dizer: “Oui, je suis journaliste !”, “Sim, eu sou jornalista!”)

Pode ser que a pessoa te pergunte a mesma coisa, só que de uma forma um pouco diferente (e essa é a segunda forma de fazer uma pergunta),  usando a expressão “est-ce que”:

Est-ce que tu es journaliste ?

Essa expressão “est-ce que” não tem uma tradução específica em português… significa simplesmente que se trata de uma pergunta: “Est-ce que tu es journaliste ?

Claro, você pode responder da mesma forma: “Non, je ne suis pas journaliste.” “Não, eu não sou jornalista.” ou “Oui, je suis journaliste !”, “Sim, eu sou jornalista!”

Se você estiver em um contexto bem formal, pode ser que entenda a terceira maneira de fazer uma pergunta em francês, que é a mais formal e a menos utilizada. Trata-se da inversão do lugar do sujeito e do verbo, assim: 

Es-tu journaliste ?

A ordem natural da frase em francês é vir primeiro o sujeito, depois o verbo, depois os complementos da frase. 

Quando se trata da inversão, no caso de uma pergunta, o verbo (es) vem antes do sujeito (tu) e acrescentamos um hífen () entre os dois: “Es-tu journaliste ?

Mesmo não sendo a forma mais comum de fazer perguntas, é importante você saber que essa inversão existe, pois provavelmente vai encontrar em contextos mais formais, sobretudo em textos escritos.

Atenção para um detalhe importante!

Você não pode acumular as duas formas de perguntar (expressão “est-ce que” e inversão). Você não vai dizer:

“Est-ce que es-tu journaliste ?”

Você tem que escolher uma forma “Est-ce que tu es journaliste ?” ou outra “Es-tu journaliste ?”, certo? 😀

Bom, ok! E se a pessoa te perguntar:

Comment tu t’appelles ? (Como você se chama?)

ou Comment vous vous appelez ? (“Como você se chama?” só que em contexto mais formal)

Simples, basta dizer “Je m’appelle…” e colocar seu nome. 😀

Lembrando que a pessoa pode dizer também:

Comment est-ce que tu t’appelles ? 

Comment est-ce que vous vous appelez ?

Mas isso não muda nada, você pode responder da mesma forma, pois esse “est-ce que” só quer reforçar que se trata mesmo de uma pergunta. 

Nessa frase apareceu um termo interrogativo que é muito comum: “comment”, que significa “como”. Assim como em português, o “comment” pode vir no começo da frase, como vimos acima, ou também no fim da frase, sem mudar em nada o sentido da pergunta:

Tu t’appelles comment ? (Você se chama como?)

Vous vous appelez comment ? (“Você se chama como?”, em contexto formal)

Ok, já entendeu a pergunta e já disse seu nome: “Je m’appelle…” “Eu me chamo…”! Está tudo ótimo… e se a conversa continuar e a pessoa perguntar:

Tu es français / française ? (Você é francês / francesa?)

Vous êtes français / française ? (Você é francês / francesa? contexto + formal)

Ou ainda:

Est-ce que tu es français / française ?

Est-ce que vous êtes français / française ?

Provavelmente sua resposta vai ser:

Non, je ne suis pas français, je suis brésilien. (Não, eu não sou francês, eu sou brasileiro.)

Ou Non, je ne suis pas française, je suis brésilienne. (Não, eu não sou francesa, eu sou brasileira.)

Nessas frases você vê a negação em francês, que é formada por duas partes “ne” e “pas”, que ficam em torno do verbo, assim:

Je ne suis pas : Eu não sou.

Cuidado para não esquecer o “pas”, quando for falar. 😀

Se a conversa for mais longe, e se a pessoa te perguntar que língua você fala:

Tu parles anglais ? (Você fala inglês?)

Vous parlez français ? (“Você fala francês?” contexto + formal)

Est-ce que tu parles italien ? (Você fala italiano?)

Est-ce que vous parlez espagnol ? (“Você fala espanhol?” contexto + formal)

Você pode responder:

Je parle anglais, portugais et un peu français.

(Eu falo inglês, português e um pouco francês.)

Ou se você quiser dizer que não fala nenhuma dessas línguas, pode simplesmente dizer: “Je ne parle pas anglais“, por exemplo.

Se a pessoa quiser saber onde você mora, ela vai te perguntar:

Où tu habites ?

Où vous habitez ?

Où est-ce que tu habites ?

Où est-ce que vous habitez ?

Nessa frase: “onde você mora?” você vê esse termo interrogativo muito importante: “”, “onde”.

E da mesma forma como o “comment” pode vir no começo ou no fim da frase, o “” também pode mudar de lugar, sem mudar o sentido da frase, veja:

Tu habites où ?

Vous habitez où ?

A resposta pode ser: J’habite à (e aqui você coloca a sua cidade :D).

Agora só falta a pessoa te perguntar onde você trabalha e seu estado civil!

Tu travailles où ?

Vous travaillez où ?

Você pode responder “Je travaille à…” (e colocar o lugar onde trabalha).

E finalmente, se a pessoa te perguntar:

Tu es marié(e) ?

Vous êtes marié(e) ?

Você pode responder:

Oui, je suis marié(e)” “Sim sou casado / casada” ou “Non, je ne suis pas marié(e)” “Não, eu não sou casado / casada”.

Vamos ver se ficou claro? Leia a conversa a seguir e responda as questões abaixo. 🙂

Artur : – Bonjour ! Comment vous vous appelez ?

Anne : – Je m’appelle Anne, et vous ?

Artur : – Je m’appelle Artur. Vous êtes française ? 

Anne : – Oui, je suis française. Et vous ?

Artur : – Je suis brésilien. J’habite à Rio.Vous habitez où ?

Anne : – J’habite à Grenoble. Vous parlez anglais ?

Artur : – Je parle portugais et français. Je ne parle pas anglais.

Agora vamos praticar a pronúncia, repetindo com o vídeo?

Vamos praticar? no quiz de hoje você vai poder revisar um pouco do que aprendeu nos 3 primeiros artigos e continuar a progredir, boa sorte!

Publicado por Tassiana

Formada em Letras Clássicas e Língua e Cultura Francesa, mestre em Estudos da Linguagem, é apaixonada pela origem das palavras e pelo ensino de língua francesa.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Join the discussion

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POSTS RELACIONADOS