Loading...

Séries gratuitas

Conjugação fácil! Os princípios da conjugação em francês

Conjugação fácil! Os princípios da conjugação em francês

Essa série foram 30 lives feitas pela Céline no começo do período de confinamento, e recebemos muitos pedidos para disponibilizá-la novamente.

Nossa equipe de professores, então, preparou um resumo de cada aula, com explicações, respostas das perguntas que aconteceram ao vivo, além de exercícios para você ver, rever e praticar!

Vamos começar?

A conjugação dos verbos em francês está mais confusa que a série Dark quando você dormiu em um episódio? Neste post vamos recapitular as noções de base da conjugação em francês para você não se perder quando chegar nos “próximos episódios”.

Os três grupos de conjugação

Primeiro grupo: final em er

Os verbos que terminam em er fazem parte do primeiro grupo. Boa notícia: são regulares e representam em torno de 90% dos verbos da língua francesa. Alguns exemplos: aimer (gostar, amar), manger (comer), danser (dançar).

Existe uma única exceção: o verbo aller (ir), que é irregular e pertence, assim, ao terceiro grupo.

PARLER
Je parle
Tu parles
Il parle
Nous parlons
Vous parlez
Ils parlent

Clicando aqui você pode ver um post inteiramente dedicado aos verbos do primeiro grupo.

Segundo grupo: final em ir

O segundo grupo é formado pelos verbos que terminam em ir. Por exemplo: choisir (escolher), remplir (preencher), rougir (avermelhar, por exemplo, quando se está tímido). 

Nem todos os verbos que terminam em ir estão no primeiro grupo. Se você conhecer o participe présent do verbo e ele terminar em issant, isso significa que ele é regular e está nesse grupo. Do contrário, é praticando que a gente aprende. 😉

Terceiro grupo: todos os outros

Os verbos do terceiro grupo são todos que não pertencem aos grupos anteriores. Ou seja, são irregulares. Alguns dos verbos mais utilizados quando começamos a estudar francês pertencem a esse grupo, como: être (ser/estar), avoir (ter), aller (ir), venir (vir). Fora esses verbos utilizados como auxiliares, os mais frequentes são: faire (fazer), savoir (saber), prendre (pegar, tomar), mettre (colocar), connaître (conhecer), vouloir (querer).

A principal característica desse grupo é que o radical de um verbo pode se alterar na conjugação do presente. O verbo vouloir, por exemplo, possui três radicais diferentes.

VOULOIR
Je veux
Tu veux
Il veut
Nous voulons
Vous voulez
Ils veulent

Como conjugar?

Para compreendermos a formação de um verbo, precisamos estar atentos ao seu radical e à sua terminação, uma vez que não é apenas o final dos verbos que se modifica. O radical também pode se alterar de acordo com o tempo verbal. Por exemplo:

O tempo verbal Imparfait, equivalente ao nosso “pretérito imperfeito” (eu estava, eu fazia…), é formado pelo radical da conjugação do presente, na primeira pessoa do plural (nous). Acompanha o raciocínio:

Existem muitos tempos verbais em francês. Existem os modos indicativo, subjuntivo, condicional, imperativo, particípio, gerúndio e infinitivo. E dentro deles, existem diversos tempos. Mas fique tranquilo: conhecendo 4 tempos verbais você já consegue ter conversas em um nível intermediário de qualidade. Pode se comunicar com franceses sem dificuldades.

Fonte : Ralentir travaux

Auxiliares

Os verbos être e avoir são os principais auxiliares em francês, e é por isso que sempre dizemos que é muito importante conhecê-los muito bem. Nos tempos verbais compostos, apenas o auxiliar é conjugado, enquanto o verbo principal permanece no particípio, uma forma impessoal, que não vai se alterar de acordo com a pessoa que pratica a ação.

Confira os tempos verbais dos auxiliaires être e avoir em tempos compostos:

Em resumo

Para conjugar um verbo, você precisa:

1. Identificar o grupo

2. Identificar a pessoa (sujeito do verbo)

3. Identificar o tempo – e aí pode partir para a formação do verbo (radical+terminação)

Vamos praticar?

Este exercício é somente para usuários logados.


Mais dicas de sites de conjugações, livros e exercícios para praticar? Dá uma olhadinha nos nossos outros posts sobre conjugação.

Publicado por Fernanda

Doutoranda em literatura francesa em Québec (a cidade!), também ensina yoga em francês nas horas vagas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Join the discussion

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POSTS RELACIONADOS